Balanopostite e Balanite – Tratamentos e Sintomas

Balanopostite e Balanite, Tratamentos e Sintomas sobre essas doenças que podem afetar o órgão sexual masculino. Tais enfermidades são muito pouco divulgadas, porém frequentes entre os homens, em especial os adolescentes.

Balanopostite e Balanite - Tratamentos e Sintomas

E, certamente, a falta de informação sobre a Balanopostite e a balanite são preocupantes e dificultam o tratamento adequado, pois:

  • As pessoas acometidas de tais doenças sofrem sem saber o que realmente tem.

  • Pais e mães, muitas vezes, simplesmente desconhecem o problema e acabam não orientando de forma correta.

  • A rede de saúde pública tem dificuldades em diagnosticar essas enfermidades em seus estágios iniciais.

Apesar de ambas serem infecções que se manifestam na glande, podendo acarretar em manchas vermelhas, lesões e inchaço do órgão afetado, a Balanopostite é um pouco diferente da balanite, pois a primeira acomete a glande e o prepúcio, enquanto a segunda apenas a glande.

Em geral tais doenças aparecem pela impossibilidade (mecânica ou mesmo cultural) em retrair o prepúcio e fazer a devida higiene local. Dessa forma, com o tempo, ocorre um acúmulo de esmegma que é uma substância extremamente irritante a pele sensível presente no local.

Balanopostite e Balanite Sintomas

Além das manchas vermelhas no órgão afetado, os sintomas mais comuns da balanopostite são:

  • Odor desagradável. E isso se torna um agente constrangedor, pois muitas vezes, dependendo da gravidade das lesões, o cheiro pode ser notado pelas pessoas que estiverem próximas.
  • Secreção densa logo abaixo da área do prepúcio.
  • Coceira intensa na área afetada, em especial próxima a glande.
  • A fimose caracterizada pela impossibilidade de retração do prepúcio.
  • Desconforto generalizado na região afetada.
  • Dor na região, que pode ser intensa ou mesmo pulsátil.

Caso a pessoa observe tais sintomas em seu órgão sexual, obviamente que só em homens, aconselhamos buscar atendimento médico o mais breve possível, no sentido de iniciar o tratamento adequado o quanto antes e evitar que a doença se propague, pois não é nenhum bicho de sete cabeças.

Por isso é muito importante que a pessoa leve muito à sério o tratamento indicado pelo médico, pois a doença, principalmente quando não finalizada corretamente, pode voltar, também conhecida como “balanite recorrente”.

A Balanopostite ou balanite pode causar impotência?

Impotência sexual masculina devido a Balanopostite

Nesse caso a notícia é boa, pois mesmo a Balanopostite que traria um acometimento maior do órgão sexual, não pode levar a impotência sexual. Isso porque boa parte das lesões são externa e não afetam a circulação sanguínea.

Pois a falta de irrigação sanguínea adequada é a principal causa das disfunções de ereção.

É bom também lembrar que tais doenças não escolhem vítimas, ou seja, elas podem surgir tanto em adultos como até mesmo nas crianças.

Balanopostite, Balanite Tratamentos

Tratamento do Balanopostite e Balanite

Ao detectar a “Balanopostite” ou Balanite, indicamos que a pessoa busque orientação médica sexual o quanto antes, evitando assim que o problema se torne mais difícil de tratar, até porque somente ele poderá descartar em definitivo o risco de ser algum tipo de DSTs (doenças sexualmente transmissíveis). Contudo, algumas medidas simples podem ajudar e muito na resolução do problema, tais como:

  • Lavar o pênis, retraindo bem o prepúcio, com água morna ao menos duas vezes ao dia.

  • Se for possível usar algum creme aquoso (vendido em qualquer farmácia) no lugar do sabonete. Pois em geral o sabonete, por não ser neutro, acaba irritando ainda mais a pele já comprometida e sensível.

  • Lavar sempre muito bem as mãos, principalmente após o uso do sanitário, como medida inclusive preventiva de lesar ainda mais o órgão genital.

  • Evitar o máximo possível o contato da sua urina com o prepúcio e a cabeça do pênis, pois a presença da uréia é extremamente irritante para o pênis afetado.

Se for constatada uma irritação severa da pele, o médico consultado poderá prescrever algum tipo de corticosteróide com ação tópica, em geral pomadas ou cremes.

Se o profissional de saúde entender que a balanopostite ou Balanite é provocada por algum fungo, então ele deverá passar algum creme antifúngico tópico ou mesmo uma medicação oral. Todavia, é bom lembrar que muitos medicamentos orais indicados no tratamento dessas enfermidades não são apropriadas às crianças, pois podem desencadear outros problemas, tais como: diarréia, dor de cabeça e vômitos.

Por fim, se a causa for bacteriana, o médico irá prescrever algum antibiótico oral para ser tomado regularmente durante o período de uma semana. Contudo é bom estar atento para alguns detalhes:

  • Informe o médico caso tenha alergia a penicilina. Pois então ele poderá prescrever outro tipo de antibiótico.

  • Diarréia, manchas na pele (erupções cutâneas) e vômitos podem surgir em função do uso do antibiótico.

  • Como o uso do antibiótico é prolongado, vale a penas em conjunto com o médico considerar a possibilidade da administração de algum remédio protetor do aparelho gastrointestinal.

Como medida alternativa indicamos que a pessoa afetada procure um especialista em homeopatia.

Espero que tenha gostado dessas informações úteis!

Balanopostite e Balanite – Tratamentos e Sintomas
4.8 (96%) 40 votos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × quatro =